Mercabá

Ícone

Obras da Patrística

Cronologia dos Papas, até o Século V

Nome

Origem

Eleição

Morte

Dados

Pedro

Galiléia

c. 64-67

Lino

Volterra

67

76

Foi sepultado junto a Pedro.

Anacleto

Roma

76

88

Mártir. Junto à tumba de Pedro faz construir um oratório destinado à sepultura dos dois mártires.

Clemente

Roma

88

97

Mártir. Sob a Basílica de São Clemente, em Roma, foi encontrada sua humilde casa. Foi exilado pelo imperador Trajano, e é logo depois atirado ao mar com uma âncora presa ao pescoço.

Evaristo

Grécia

97

105

Divide a cidade em paróquias e institui os primeiros diáconos encarregados das mesmas.

Alexandre I

Roma

105

115

Sixto I

Roma

115

125

Telésforo

Grécia

125

136

Mártir.

Igínio

Atenas

136

140

Mártir.

Pio I

Aquiléia

140

155

Mártir. Combateu o gnóstico Marcião.

Aniceto

Síria

155

166

Mártir. Discutiu com São Policarpo de Esmirna sobre a data da celebração da Páscoa. Afirma-se a tradição petrina de celebrá-la no domingo depois do plenilúnio de Março. O Oriente seguirá a tradição jônica de celebrá-la na festa judaica do 14 nisan.

Sotero

Fondi – Itália

166

175

Eleutério

Nicopoli

175

186

Victor I

África

186

199

Mártir. Tentou unificar a data da Páscoa em toda a Igreja.

Zeferino

Roma

199

217

Mártir. Controvérsias com Tertuliano.

Calixto

Roma

217

222

Mártir. Luta contra hereges montanistas e sabelianos. Faz construir as famosas catacumbas sobre a via Appia onde foram sepultados 46 papas e mais de 200. 000 mártires.

Urbano I

Roma

222

230

Mártir.

Ponciano

Roma

230

235

Deportado e condenado às minas da Sardenha.

Antero

Grécia

236

Mártir.

Fabiano

Roma

236

250

Mártir. Teve de sair com os cristãos de Roma devido à perseguição de Décio.

Cornélio

Roma

251

253

Mártir. Primeiro cisma, ao ser eleito Novaciano em um concílio romano. Morre no exílio em Civitavecchia.

Lúcio I

Roma

253

254

Mártir.

Estevão I

Roma

254

257

Mártir. Foi decapitado na catacumba de Calixto durante celebração eucarística.

Sixto II

Grécia

257

258

Mártir. Morreu em um cemitério junto com alguns de seus diáconos logo após o edito de Valeriano. Dias depois morre São Lourenço, o grande mártir romano.

Dionísio

Turio

259

268

Félix I

Roma

269

274

Eutiquiano

Luni

275

283

Mártir.

Caio

Dalmácia

283

296

Mártir.

Marcelino

Roma

296

304

Mártir. Época da máxima intensidade da perseguição de Diocleciano.

Marcelo I

Roma

308

309

Mártir. Depois de quatro anos de sede vacante, se ocupa da questão dos lapsi.

Eusébio

Grécia

309

309

Mártir na Sicília.

Milcíades

África

311

314

Sob Constantino, a religião cristã se torna oficial. Começa a construção da basílica de São João em Laterano.

Silvestre I

Roma

314

335

Celebra-se o 1º Concílio Ecumênico em Nicéia.

Marcos

Roma

336

336

Institui o palio, feito de lã branca de cordeiro e cruzes negras.

Júlio I

Roma

337

352

Ordena a conservação das atas dos sínodos e do Concílio. É considerado, por isso, o fundador do Arquivo da Santa Sé.

Libério

Roma

352

366

No conflito contra os arianos, elege-se o antipapa Felix II. Lança os fundamentos da basílica de Santa Maria Maggiore.

Dâmaso I

Espanha

366

384

Sob seu pontificado celebra-se o primeiro Concílio de Constantinopla (381). Em um sínodo romano se utiliza pela primeira vez a perícope de Mt. 16, 18 “Tu és Pedro e sobre esta pedra…” em relação ao primado romano.

Sirício

Roma

384

399

O primeiro a assumir o título de Papa.

Anastácio I

Roma

399

401

Inocêncio I

Albânia

401

417

Os bárbaros chegam até Roma com Alarico (401). Obtém do imperador Honório a proibição da luta de gladiadores no circo.

Zósimo

Grécia

417

418

Condena abertamente a Pelágio.

Bonifacio I

Roma

418

422

Com a intervenção de Carlos de Ravena, começa a ingerência do poder civil na eleição do Papa.

Celestino I

Roma

422

432

Começa a evangelização da Irlanda. A controvérsia nestoriana desemboca no Concílio de Éfeso.

Sixto III

Roma

432

440

Presbítero em 418. Reedificou Santa Maria del Maggiore, a primeira igreja romana dedicada à Mãe do Senhor.

Leão I

Tuscia (Itália)

440

461

Chamado Magno. Celebra-se o 4º Concílio Ecumênico de Constantinopla. A tradição recorda como freou o “flagelo de Deus” (Átila) nas portas de Roma.

Hilário

Cagliari

461

468

Continuou a obra de seu predecessor.

Simplício

Tivoli

468

483

Sob seu pontificado cai o Império Romano do Ocidente (476).

Félix III

Roma

483

492

Gelásio I

Roma

492

496

Depois de Leão Magno, o papa mais importante do século V. Por suas obras de caridade foi chamado “Pai dos pobres”. Sua doutrina sobre a divisão dos poderes e o maior valor (gravitus pondus) da autoridade dos bispos dará origem, na Idade Média, às teorias hierocráticas.

Anastácio II

Roma

496

498

Executou a conversão de Clodovil, rei dos Francos.

Símaco

Sardenha

22-XI-498

19-VII-514

Atribui-se a ele a primeira construção do palácio Vaticano.

Arquivado em:Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blogroll- Brasil

Blogroll- Portugal

Blogroll- USA

Hinos

Música Sacra - Natal

Música Sacra - Páscoa

Música Sacra - Quaresma

Música Sacra- Advento

Site Meter

  • Site Meter

Sites

Wordpress

%d blogueiros gostam disto: